Retrô – Super Mario Bros 2 e a incrível gambiarra da Nintendo

Curtiu? Então compartilhe este post!

Marcelo Jabulas | Redação GameCoin – Não há dúvidas de que Super Mario Bros é uma das franquias mais populares da indústria de games. O personagem de Sigeru Miyamoto, que surgiu como figurante em Donkey Kong, fez o NES decolar com o episódio inaugural, em 1985. No entanto, na continuação da franquia os produtores vacilaram feio. Isso porque, em 1986, o game estava ficando muito parecido com o primeiro, o que acabou incomodando os executivos da Nintendo norte-americana. Eles alegaram que o projeto poderia ser um grande fracasso. Afinal, em meados dos anos 1980, a bancarrota da Atari ainda era um assunto quente na indústria de entretenimento.

Desenvolver um novo jogo, partindo do zero, era praticamente impossível. E para atender ao cronograma de lançamento, Miyamoto resolveu adaptar o game Yume Kojo: Doki Doki Panic, produzido em parceria com Fuji Televsion, para ao Famicom, versão japonesa do NES, em 1987. Os produtores basicamente substituíram os personagens originais pelos personagens de Super Mario: Mario, Luigi, Princesa Peach e Toady.

Cebolas

Visualmente, o game é idêntico, mas o título japonês tinha inicio mais arrastado, com uma introdução que revelava que a aventura se passava dentro de um livro, envolvendo quatro personagens do mundo árabe.  Já em Super Mario Bros 2, o jogo já começa sem nenhuma introdução ao enredo, com inimigos bem diferentes dos presentes no primeiro game e uma habilidade de arrancar cebolas e atirar nos oponentes.

Personagens

Se no game original, cada personagem tinha atributos específicos de habilidades, como capacidade de salto e velocidade. Em Super Mario 2, essas peculiaridades foram mantidas. Mario salta alto, Luigi consegue se manter mais tempo em flutuação e habilidades que podem ser de valia durante o jogo.

Estilo

Esteticamente, o título foge totalmente ao visual do primeiro Super Mario Bros. Sem tartarugas e cogumelos. Em Super Mario 2, o jogador se depara com bichinhos mascarados, diabinhos voadores e outros seres. Elementos como lâmpada mágica deu lugar a uma poção que abre portas secretas. No entanto, o cogumelo vermelho de Power Up foi inserido no game. Mesmo assim, é um jogo de visual agradável, com bonequinhos bonitinhos e bem desenhados.

Gameplay

Super Mario 2 é um game difícil como todo bom jogo da geração 8 bits. Os pisos que parecem ensaboados podem jogar o personagem num buraco facilmente. Além disso, tarefas simples como saltar sobre um ovo e arremeçar no chefe exige uma destreza boba, mas que sempre trai o jogador.

Apesar de poder subir na cabeça dos inimigos, não se deve permitir que eles o toquem. O jogador começa a partida com dois pontos de vida e vai aumentando na medida que encontra cogumelos vermelhos. Se ficar só com um ponto de vida, o personagem encolhe como no Super Mario Bros.

Ao contrário dos demais games da série em que uma centena de moedas coletadas da uma nova vida. As moedas em Mario 2 são escassas. Elas só aparecem quando se arranca cebolas dentro de uma espécie de mundo paralelo, que espelha a silhueta da fase. Essas poucas moedas são utilizadas para um joguinho de caça níquel no final de cada fase e que pode premiar com vidas extras.

Onde encontrar

No mercado de jogos usados, encontrar o cartucho não é difícil, principalmente naqueles cartuchos com centenas de games. Certamente haverá o título escondido na lista. Difícil mesmo é encontrar unidades originais. Uma alternativa é a coletânea Super Mario All Stars, lançado para Super Nintendo em 1993. Outra opção é cavar em sites de emuladores, apesar de o download da ROM ser ilegal.

Veredito

Super Mario Bros 2 é um jogo que exige aquele controle apurado dos controles, seja para confrontar inimigos, assim como para pular de uma plataforma para outra. Além disso, é um jogo engraçado, com musiquinha simpática (herdada de Yume Kojo: Doki Doki Panic). Seu ponto alto é arremessar cebolas no lugar de bolas de fogo faz do game bastante caricato.

O game chegou ao mercado norte-americano no segundo semestre de 1998, enquanto o Super Mario 2 preterido, acabou sendo lançado apenas no Japão, em 1986, como Super Mario Bros: The Lost Levels, como se fosse um Lado B do jogo original. Na base da gambiarra, a Big N conseguiu salvar a franquia e teve fôlego para publicar o excepcional Super Mario Bros 3, apontado como um dos melhores títulos da série. Mas isso é papo para outro dia.

Mini ficha GameCoin:
Super Mario Bros 2

Estilo: Plataforma
Estúdio: Nintendo
Distribuidora: Nintendo
Modo On-line: Não
Idioma: Menus em Inglês
Disponível: NES
Preço Médio: R$ 80 a R$ 140

E quanto vale o show?

Enredo: 3
Gráficos: 4
Jogabilidade: 4
Desafio: 5
Custo/Benefício: 3
TOTAL: 19 gamecoins

Tabela GameCoin de classificação

00 a 03 gamecoins: Péssimo
04 a 07 gamecoins: Muito ruim
08 a 11 gamecoins: Ruim
12 a 15 gamecoins: Regular
16 a 19 gamecoins: Bom
20 a 23 gamecoins: Muito bom
24 a 25 gamecoins: Ótimo

Leia Também

Curtiu? Então compartilhe este post!

Os comentários estão fechados.