Review: DiRT Rally resgata dias de Colin McRae

GAMECOI DIRT RALLY 1

Marcelo Iglesias

Existem estúdios que se tornam referência em determinados segmentos. E a Codemasters é sinônimo de automobilismo. Suas franquias TOCA Race Driver, Race Driver GRiD e a série de rali DiRT nunca deixaram a desejar e permanecem no imaginário dos fãs de simuladores. Exclusivamente para PC. a empresa colocou no mercado a nova edição de seu game de ralis. DiRT Rally chegou ao mercado no finalzinho de abril e dá continuidade ao selo que teve início em 1998. Após o falecimento do piloto escocês que assinava o game, a série passou a se chamar apenas DiRT.

No entanto, DiRT Rally faz uma revisão nos jogos antigos da coleção. É impossível, para quem jogou os games antigos, não reaver as sensações e experiências dos primeiros títulos, publicados para PC, quando volantes eram raríssimos e tudo era resolvido no teclado e o polegar grudado na tecla de espaço para acionar o freio de mão. Como não é o jogo oficial do mundial de rali (WRC), papel desempenhado por WRC The Official Game. O game tem um grande foco em modalidades antigas com carros clássicos e traçados que marcaram época na competição. Com 17 carros e 36 pistas, o jogador pode relembrar de modelos como a versão original do Mini Cooper, assim como Audi Quattro e Subaro Impreza WRX STi que fizeram história na década de 1990. Um ponto legal é a contratação de equipe. O jogador pode montar seu time, e quanto maior a qualificação de seus mecânicos, melhor será o rendimento do carro.

GAMECOI DIRT RALLY

Graficamente o game é bonito e carrega a experiência da Codemasters, com cenários detalhados, simulação de física muito realista. Para quem tem um PC poderoso, com placa de vídeo de alta performance, processador de ponta e memória RAM sobrando, o jogo roda muito suave. Ideal é ter um kit com volante, pedaleira, trambulador e freio de mão, para se ter a melhor experiência. Mas aqueles que possuem uma máquina mais modesta, com GPU on-board, também pode se divertir. Claro que a qualidade dos gráficos despenca vertiginosamente e travadinhas são constantes. Uma dica para quem não tem um belo computador é sempre correr com a câmera externa, pois não sobrecarrega o processamento e é possível jogar com o mínimo de decência.

O poderio técnico da máquina também interfere na jogabilidade. Quanto mais fraco for o PC, consequentemente os comandos serão mais letárgicos, exigindo correções constantes, pois com respostas demoradas o jogador tende a intensificar o comando, seja uma freada ou giro do volante. Tudo isso prejudica o desempenho.

DiRT Rally é vendido na Steam por R$ 65.

[bws_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.