Fallout 76 – O que foi que deu errado?

Marcelo Jabulas | Redação Gamecoin – Não há dúvidas de que uma das grandes frustrações de 2018 foi Fallout 76. Repleto de falhas, problemas de conexão, quedas de servidores e uma infestação de bugs quase jogaram uma das franquias mais legais do universo gamer na lama. E o que chama atenção é que no teste Beta, o game rodou legal e o problema está justamente aí. Com poucos usuários, a estrutura parecia dar conta do recado, mas quando a legião de jogadores acessou o game a coisa desandou. Mas os problemas de Fallout 76 vão além das questões técnicas.

O título foi planejado com uma proposta ousada. A Bethesda queria unir o universo da franquia, com seus mapas gigantescos e uma bem sucedida mescla de game de tiro com RPG (que se tornou padrão em grandes produções), com uma experiência on-line massiva. Na prática era fazer o que GTA Online faz de forma brilhante. Mas não deu certo.

Certamente a empresa se estimulou pelo excelente desempenho de Fallout Shelter, game simples em que o jogador precisa administrar um abrigo (Vault) como se fosse SimCity. Mas 76 é uma aposta bem mais complexa, e o pior: não é de graça, partindo de R$ 230.

Sem rumo

Fallout 76 é um game que oferece um cenário imenso, repleto de instalações degradadas e criaturas mutantes para que os jogadores construam uma nova civilização. A ideia é legal, mas mal executada. Apesar de jogador se orientar por missões que o obrigam a explorar o grande mapa, muitas vezes você fica vagando sem ter um objetivo pleno.

Uma das atribuições do game é construir um abrigo. Trata-se de um mecanismo herdado de Fallout 4. O jogador deve coletar insumos como madeira, metais, plásticos, assim como diagramas de fabricação. Construir seu barraco permite ter um porto seguro para recuperar energia enquanto dorme e afastar inimigos sorrateiros, mas não gera interação.

Alias, interação é um termo paradoxal em Fallout 76. Durante as dezenas de horas de jogo, várias vezes cruzei com diversos jogadores, que não se interagem. Ninguém está muito interessado em formar parcerias para fazer missões juntos. Não há “BFF” no game.

Pelo contrário, é cada um por si. O máximo que pode acontecer é um jogador deparar com outro sendo atacado por uma criatura e ajudar no combate. Mas também não é raro você estar cercado e seu “colega” fica apenas assistindo para depois saquear seus espólios.

Jogabilidade

O game segue o mesmo padrão de jogabilidade de Fallout 4, o que é bom. Alternância de câmera para primeira ou terceira pessoa, acesso ao assistente pessoal, Pip-Boy e sistema de combate VATS (em que o jogador utiliza pontos de desempenho para ter melhor desempenho das batalhas) são elementos que acompanham a série desde Fallout 3.

Para sobreviver o jogador precisa buscar recursos revirando corpos, lixeiras e escombros. Munição, armas, insumos de fabricação, medicamentos, comida, água , estão escondidos pelo jogo. O problema é que muitas dessas buscas demandam conexão com servidores, e nem sempre eles funcionam direito.

Outro problema está na dinâmica dos combates. Muitas vezes os comandos demoram a ser executados devido a uma letargia entre seu dispositivo e o computador da Bethesda. Esses atrasos são extremamente irritantes.

Fisiologia

Nas edições antigas de Fallout o jogador deveria se preocupar com sua barra de energia, nível de radiação no corpo, munição e medicamentos. No novo game, o jogador precisa de comida e água. Quanto maior a fome e a sede, menor será seu fôlego e reposição dos pontos de vida. Além disso, a elevação da radiação pode provocar mutações.

Veredito

Apesar de todas as falhas, ainda sigo estimulado a jogar Fallout 76. Afinal, tenho uma relação próxima com a franquia, desde os episódios originais, produzidos pela Interplay nos anos 1990. Fallout 3, assim como New Vegas e Fallout 4 figuram na minha lista de games obrigatórios, da mesma forma que Skyrim. Mas é impossível não reconhecer que a megalomania do projeto acabou fazendo dele um jogo menor.

A falta de um objetivo principal, em função do livre arbítrio do jogador, é tido como uma das grandes falhas do jogo. Uma das grandes atribuições de Fallout 76 é se manter alimentado, hidratado e evitar a radiação.

Em suma, com uma variedade de games on-line disponíveis no mercado, o que se pode concluir é que games em rede precisam ser dinâmicos, leves e com partidas rápidas. Fallout 76 talvez tenha pecado pelo fato de os jogadores não se sentirem convencidos a gastar seu tempo na construção de uma história pessoal dentre o game.

Uma pena!

Mini ficha GameCoin:
Fallout 76

Estilo: Action RPG On-line
Estúdio: Bethesda Game Studios
Distribuidora: Bethesda Softworks
Modo On-line: Sim
Idioma: Legendas e menus em português, áudio em inglês
Disponível: PC, PS4 e Xbox One
Preço Médio: R$ 230

E quanto vale o show?

Enredo: 2
Gráficos: 4
Jogabilidade: 3
Desafio: 3
Custo/Benefício: 1
TOTAL: 13 gamecoins

Tabela GameCoin de classificação

00 a 03 gamecoins: Péssimo
04 a 07 gamecoins: Muito ruim
08 a 11 gamecoins: Ruim
12 a 15 gamecoins: Regular
16 a 19 gamecoins: Bom
20 a 23 gamecoins: Muito bom
24 a 25 gamecoins: Ótimo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.