Renegados chega para ampliar a saga de Destiny 2

Curtiu? Então compartilhe este post!

Marcelo Jabulas | Redação Gamecoin – Quando a Bungie anunciou o projeto Destiny, pareceu ousada demais ao afirmar que estaria criando uma saga de grande magnitude que poderia ser comparada a Star Wars. A proposta soou exagerada e provocou grandes expectativas, que acabaram não se concretizando. Quando o game chegou, em 2014, não se ouvia reclamações sobre gráficos e jogabilidade, mas críticas sobre a repetitividade das missões e, principalmente, pela superficialidade do enredo.




A correção veio com Destiny 2, lançado no segundo semestre de 2017 e que deu grande enfoque à história, que se amplia em Destiny 2: Renegados, terceira expansão do título e que leva a aventura para cantos remotos do sistema solar.

Nesse compilado que inclui o game principal, as expansões A Maldição de Osiris, A Mente Bélica e Renegados, o universo da saga ganha corpo e passa a detalhar tudo que envolve a derrocada da humanidade, o surgimento do Viajante (uma esfera gigante que serve de fonte de energia para a Terra), inimigos como a Legião Vermelha, além de aprofundar em personagens chave como os guardiões.

Vingança

A trama foge do cerne formado em torno do Viajante e o fio condutor de Renegados envolve as reações ao redor da morte do guardião Cayde-6, que desencadeia um sentimento de vingança entre seus companheiros. O jogador assume seu papel na caçada ao responsável pela morte do amigo robótico e fanfarrão.

Com dublagem em português, fica mais fácil se envolver na complexa trama de “Renegados”, mas é fundamental ter vencido todos as demais expansões anteriores para ter pleno conhecimento da história.

Gameplay

Destiny 2: Renegados segue oferecendo o mesmo padrão de jogo do título principal, com sequências de campanha solo e também momentos em que jogadores precisam enfrentar outros jogadores que se cruzam na história. Mapas grandes, incontáveis locais de exploração, coletas de itens, diferentes tipos de interação estão presentes ao episódio.

Os combates seguem intensos e com uma qualidade impressionante. Como era de se esperar, a Bungie tem grande experiência em jogos de tiro, afinal foi ela quem produziu os principais episódios de “Halo”, que também bebe na fonte da extinção da humanidade.

A variedade de inimigos, criaturas, assim como armas, exigem uma “preparação tática” que vai se formando durante o jogo. Mas não é nada que impeça o jogador de avançar pela campanha.

Gráficos

Uma coisa que não se pode reclamar do time de Bungie é sobre a qualidade visual de Destiny 2. Em Renegados o capricho gráfico segue como se esperava, com excelentes efeitos, detalhamento dos cenários em profundidade, sombras, luzes, fumaças e desfoques que intensificam o ar de longa-metragem ao jogo.

Com a expansão, a franquia se ramifica e expõe a complexidade de seu universo, assim como esmiúça seus personagens, tal como George Lucas fez com “Star Wars” há 40 anos. Com versões para PC, PS4 e Xbox One, o conteúdo pode se comprado por R$ 130 como item avulso, ou num pacote de R$ 270, com o game original ( necessário para rodá-lo).

Mini ficha GameCoin:
Destiny 2: Renegados

Estilo: FPS
Estúdio: Bungie
Distribuidora: Activision
Modo On-line: Sim
Idioma: Áudio, legendas e menus em português
Disponível: PC, PS4 e Xbox One
Preço Médio: R$ 130

E quanto vale o show?

Enredo: 5
Gráficos: 5
Jogabilidade: 4
Desafio: 4
Custo/Benefício: 4
TOTAL: 22 gamecoins

Tabela GameCoin de classificação

00 a 03 gamecoins: Péssimo
04 a 07 gamecoins: Muito ruim
08 a 11 gamecoins: Ruim
12 a 15 gamecoins: Regular
16 a 19 gamecoins: Bom
20 a 23 gamecoins: Muito bom
24 a 25 gamecoins: Ótimo

Leia Também

Curtiu? Então compartilhe este post!