Fallout 76 Beta – Últimos ajustes para o fim do mundo

Curtiu? Então compartilhe este post!

Marcelo Jabulas | Redação GameCoin – Visões distópicas do futuro acompanham a humanidade há séculos. No entanto, desde que o Little Boy foi despejado do B-29 Enola Gay, em 6 de agosto de 1945, sobre a cidade japonesa de Hiroshima as visões sobre o apocalipse se tornaram mais ácidas. A série Fallout bebe em fontes radioativas há 21 anos e está finalizando os últimos ajustes para seu próximo episódio que estreia dia 26 de novembro.




Fallout 76 levará jogadores para a Terra Devastada, mas com a vantagem de eles não estarem mais sozinhos. Esse episódio será um gigantesco multiplayer on-line, que a Bethesda espera que seja interminável. Trata-se um modelo que tem funcionado bem em games como Grand Theft Auto Online, que mantém milhões jogadores cativos há quase cinco anos. “GTA” surfa no sucesso devido ao grande volume de desafios, eventos e novos equipamentos que ampliam seu universo. A Bethesda quer o mesmo para seu game apocalíptico.

E para atestar que seus servidores darão conta do recado, a Bethesda iniciou uma bateria de testes de sua versão Beta, que teve sessões nos dias 30 de outubro, 1º de novembro e amanhã (3). Fomos conferir o que o jogo tem para mostrar.

Prova de fogo

Durante as horas de teste ocorreram alguns bugs. Falhas como falta de som em alguns momentos ou personagens que se aproximavam flutuando, acorreram poucas vezes, o que indica que o game está bem azeitado. O tempo de carregamento e acesso aos servidores também foi satisfatório, sendo até mais rápido do que em Fallout 4, que está instalado no HD do console ou PC.

Jogabilidadade

Fallout 76 tem estrutura jogabilidade praticamente igual a Fallout 4. O jogador pode alternar a visão para primeira ou terceira pessoa. Alguns botões de comando foram alterados, o que pode gerar confusão num primeiro momento. Mas não é nada que não leve alguns minutos para se adaptar.

Atributos

O game passou por uma mudança na tabela S.P.E.C.I.A.L. Até Fallout 4, o jogador ao subir de nível escolhia qual atributo físico ou sensorial evoluir, assim como habilidades diversas.

Agora, a cada nível, o jogador recebe uma carta, como em Fallout Shelter. Elas oferecem opções de vantagens como maior resistência a sede, assim como capacidade de ficar mais tempo sem se alimentar.

Relacionamento

E por falar em funções fisiológicas, o game também absorveu as necessidades básicas de Fallout Shelter. Manter-se alimentado não é mais uma função para elevar a barra de vida, mas para matar a fome e sede que comprometem o desempenho de jogo.

Tudo isso tem uma função social em Fallout 76. Jogadores se cruzam a todo tempo no game. Eles podem apenas derrotar inimigos juntos, assim como formar times e negociar pertences. Na hora do aperto, um tomate mutante ou uma lata de água purificada podem valer ouro.

Faça você mesmo

Como em Fallout 4 o jogador precisa se fortalecer com armas e indumentárias que vão desde pequenos adereços rudimentares a armaduras pesadas. Há dois caminhos para isso, tentar garimpar entre cadáveres e nas ruínas, ou aprender a fazer.

Para fabricar seus equipamentos é preciso coletar insumos com madeira, metal, parafusos, fita adesiva, cola e até materiais mais nobres e raros. Daí a atenção com sucatas deve ser maior e negligenciar um ventilador diante de uma casa aos pedaços pode custar um novo armamento. Fallout 76 terá versões para PC, PS4 e Xbox One, com preços que giram em torno dos R$ 230. Uma edição para Nintendo Switch era aguardada, mas a Bethesda abriu mão da versão.

Conclusão de momento

Fallout 76 segue um caminho bastante parecido com Skyrim Online. Ele aproveita vasto universo da franquia e toneladas de bytes já produzidos para criar um game vivo. E como a Bethesda mesmo admite, interminável. Agora resta esperar até o game ficar pronto, pois em poucas horas não dá para estabelecer relacionementos duradouros.

Leia Também

Curtiu? Então compartilhe este post!