BGS 2019 – Mobile terá pavilhão exclusivo

Marcelo Jabulas | Redação GameCoin – Nos últimos 20 anos os telefones celulares passaram a incorporar funções de outros aparelhos. Lanternas, máquinas fotográficas, filmadoras, rádio, MP3 Player, televisão, GPS e até trena foram encapsuladas nos telefones móveis. E não seriam os videogames que conseguiriam escapar da força gravitacional dos smartphones. Hoje, os games para celulares correspondem a 49% do faturamento da indústria de jogos. No ano que vem, a previsão é de superar os 50%. E estamos falando de números na ordem de US$ 73 bilhões de dólares por ano.

Esse rio de dinheiro tem movido o moinho da indústria, tanto no desenvolvimento de jogos, como também na produção de telefones cada vez mais sofisticados. Modelos como Razer Phone 2, Apple iPhone Xs e Samsung Galaxy S10 oferecem poder de processamento superior ao de muitos computadores de mesa.

BGS 2019

E diante dessa realidade, nada mais inteligente que adicionar grande naco do mercado na agenda de eventos de games. Este ano a Brasil Game Show, maior feira de jogos da América Latina, terá um pavilhão destinado a jogos mobile. É o que explica o coordenador de parcerias da feira, Thiago Caldas.

“A gente tem acompanhado algumas tendências do mercado. Lá em 2014, quando as competições começaram a ganhar corpo, começamos com torneios de e-Sports. E eles se tornaram uma das grandes atrações da feira. Agora há um crescimento no setor mobile. Atualmente, games para celulares correspondem a 73% do faturamento de aplicativos e conteúdos mobile. Todos outros aplicativos somam somente 27% da receita”, explica o Caldas.

Made in Brazil

Segundo o coordenador, entre 2016 e 2017, 59,2% dos games desenvolvidos por estúdios brasileiros foram feitos para celulares. Além disso, Caldas afirma que 61% do público da feira tem o hábito de jogar em smartphones. “O Brasil é o quinto pais em números de usuários desses aparelhos. São 87 milhões de consumidores ativos. A gente tem que acompanhar essa tendência, e o pavilhão atende a essa demanda”, afirma.

Para o coordenador oferecer novas atrações é fundamental para manter o crescimento da feira. “A edição de 2018 foi muito positiva, batemos o recorde de público, com 325 mil visitantes nos cinco dias de feira. Para 2019, o grande desafio será nos reinventarmos para entregar ao visitante tudo aquilo que ele quer ver e jogar”, analisa.

Apesar do crescimento desenfreado do consumo de games para telefones, Caldas não enxerga os celulares matarão os consoles, num primeiro momento. “Não sei se os smartphones mataram de fato os consoles. São experiências muito diferentes. Dependendo do gênero de jogo é preciso um aparelho dedicado. Mas daqui pra frente, pode ser”, avalia.

A Brasil Game Show 2019 acontecerá entre os dias 9 a 13 de outubro, no Expocenter Norte, em São Paulo. As vendas de ingressos começam no dia 5 de abril.

[sbscrbr_form]

[bws_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.