Oldies: Toda truculência de The Warriors

GAMECOIN - THE WARRIORS
Marcelo Iglesias
Um dos grandes longas-metragens da década de 70 que merece fazer parte de qualquer coleção é The Warriors. No Brasil, o longa ganhou o nome de Selvagens da Noite, dirigido por Walter Hill, que dirigiu 48 Horas, Inferno Vermelho, além de ter sido produtor da quadrilogia Alien. Bom, quem não assistiu deve assistir, se possível hoje! Mas, não estamos aqui para falar de cinema e sim de games. Então, vamos fazer um resgate do game, inspirado no filme, lançado para PlayStation 2, PC, Xbox (original) e que também pode ser encontrado para PS3 e Xbox 360.
Depois de assistir The Warriors pela enésima vez, bateu aquela vontade de retirar a poeira do velho Play2 e rodar essa obra de arte. A versão de The Warriors para PS2 tem uma uma solução inteligente para inserir o jogador no enredo do filma, mas de uma forma que não seja um spoiler, para quem nunca assistiu ao filme, e nem que seja um mais do mesmo para quem conhece bem a produção. Na verdade, o game discorre antes das primeiras cenas do filme e também nos hiatos da narrativa. Ou seja, é mais ou mesmo como se fossem cenas que não entraram na edição final do longa-metragem.
GAMECOIN - THE WARRIORS 3
O que chama atenção em The Warriors é que o game consegue levar ao jogador todo o ambiente delinquente do game, em que o jogador realmente se sente bem em defender os domínios de sua gangue pelas ruas de Nova York. O jogador assume o papel de um novato entre os “Guerreiros” e precisa provar que tem culhões para vestir o colete do bando.
Todos os personagens do longa estão lá, dando pitacos ou descendo o porrete de maneira cooperativa. Como todo bom novato, o jogador precisa espalhar pichações e desafiar desafetos de outras gangues. O legal é que as turmas rivais estão lá como os Baseball Furies, Hi-Hats dentre outros.

Feito com canivete

Graficamente The Warriors já não expressa mais o mesmo brilho de nove anos atrás. A produção é de uma época em que a Rockstar ainda penava para dar um bom acabamento aos seus títulos, como Red Dead Revolver e Manhunt. Mas esses detalhes estéticos são compensados pela intensidade do game e da pancadaria constante. Além disso, os vídeos, falas e trilhas sonoras perdoam qualquer arte cortada  no machado.
GAMECOIN - THE WARRIORS 2
A jogabilidade é simples e praticamente se resume em espancar quem vier pela frente e acessar algum comando para ações específicas. No entanto, as alterações de ângulos dos cenários, às vezes, criam um certa confusão no jogador. Outro problema chato é a imprecisão dos comandos analógicos do PS2 que às vezes não respondem de maneira satisfatória.
Mesmo assim, The Warriors é uma daquelas pérolas da Rockstar como Bully e Manhunt, que cospem sangue e ultrapassam todos os limites da civilidade e do politicamente correto. Além do PS2, o game também pode ser adquirido para PlayStation3, na PSN por R$ 20,99.
[bws_related_posts]

One Reply to “Oldies: Toda truculência de The Warriors”

  1. The Warriors era um ótimo game de pancadaria, e que tinha uns lances secundários que davam uma quebrada na sequencia de porradas. O foda é que os gráficos eram uma merda. Alías, quase tudo que foi produzido na primeira metade dos anos 2000 envelheceu rápido demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.