Pipoca e Joystick: Reservoir Dogs

GAMECOIN - RESERVOIR DOGS 2
Marcelo Iglesias
O cinema e os games se tornaram unha e carne de uns anos para cá. E a razão é óbvia, o mercado de games é maior que o cinematográfico, e qualquer filme que tiver condições para ser convertido em videogame é garantia de incremento na receita. O problema é que, na grande maioria das vezes, os jogos ficam aquém das produções da sétima arte. O que é até compreensível, pois os produtores devem manter uma conexão com a narrativa do filme, mas não podem revelar o enredo para não entregar o filme de bandeja. Dessa forma cabe aos roteiristas dos jogos encontrar soluções para dar validade as produções de maneira que elas tenham um elo com o filme. Em Reservoir Dogs, o pessoal da Volatile Games conseguiu explorar muito bem as “cenas ocultas” desse clássico de Quentin Tarantino, mas pecou na jogabilidade e no acabamento final.
GAMECOIN RESERVOIR DOGS A
Reservoir Dogs foi publicado em 2006 pela Eidos Interactive e faz um resgate ao longa-metragem de 1992. No game, os personagens “coloridos” do filme estão lá como Mr. Pink, Mr. Brown, Mr. Blue e demais. As missões são apresentadas de acordo com ordem cronológica do filme, seguindo os diálogos dos personagens. Quem assistiu Reservoir Dogs (Cães de Aluguel) sabe que o grande trunfo de Tarantino estão nas falas ácidas dos personagens que se envolvem em um assalto. Não vou além disso para não pagar de spoiler. Dessa forma, boa parte das missões são apresentadas diante dos depoimentos dos personagens. É como se uma obra completasse a outra.
GAMECOIN - RESERVOIR DOGS 4
O ideal é assistir Cães de Aluguel antes de começar a rodar o game. Para quem já viu o filme, nunca é demais assisti-lo novamente, para quem não conhece o filme, trate de corrigir esse erro de percurso em sua vida. Dos atores que participaram da produção original, apenas Michael Madsen empresta sua voz novamente ao violentíssimo Victor Vega, mais conhecido como Mr. Blonde.

Pecados de Reservoir Dogs

Graficamente o game não pode ser considerado uma pérola da estética, mas se comparado aos seus contemporâneos, como Hitman Contracts e Grand Theft Auto San Andreas é quase a Monalisa. Os vídeos com reproduções dos diálogos reconstroem com fidelidade as cenas dos filme. Mas como a maioria esmagadora dos atores não participaram da produção e não concederam suas feiçõess, apenas Madsen teve seus traços tirados do “molde original”. No entanto, o restante do elenco existe, apesar dos rostos descaracterizados, mesmo que as vozes sejam parecidas com as dos atores reais.
GAMECOIN - RESERVOIR DOGS 3
Peca contra a produção a jogabilidade, com controles falhos e um nível de bugs acima da média. A inteligência artificial está longe de ser considerada “inteligente”. Para quem está habituado com um shooters em terceira pessoa, os comandos são triviais. Legal é poder fazer os demais personagens de escudo humano, o que dá uma certa vantagem quando se confronta a polícia.
GAMECOIN - RESERVOIR DOGS
Reservoir Dogs está longe de ser um game primoroso a altura do longa-metragem, mas também não pode ser jogado lixo. O game traz boa trilha sonora, vídeos legais, apesar das limitações técnicas para a época, e uma bela dose de ação e truculência. Para quem curte games antigos de PC e PlayStation 2, vale a experiência. Mas lembre-se: assista o filme antes para a experiência fazer sentido!
[bws_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.