Oldies – Escape from Butcher Bay: A melhor interpretação de Vin Diesel

GAMECOIN - RIDDICK 01

Redação GameCoin

Lançado em dezembro de 2004, pela VU Games e fabricado pela Starbreeze, Chronicles of Riddick: Escape from Butcher Bay pode ser considerado um dos jogos mais injustiçados da história, pelo menos no Brasil, onde foi ofuscado por títulos como Medal of Honor, Max Payne e Grand Theft Auto: San Andreas. Isto porque o jogo é baseado no filme “A Batalha de Riddick”, que tem como protagonista o grandalhão sem expressão Vin Diesel. Tudo bem que o filme é medonho e qualquer produto relacionado a ele deve ser evitado, mas o game consegue ser o oposto do filme e pode ser considerado um clássico.

Uma prova de que ele é bamba mesmo é que no Metacritic seu score é de 90 pontos. Para se ter uma ideia o game atual, na categoria PC, com melhor desempenho no “termômetro dos games” é XCOM 2, com 88 pontos.

No game, Riddick é enviado para uma prisão chamada Butcher Bay, que é controlada por um sujeito, que se parece com o Walter Mercato (‘La garantia soy yo’). Como é de se esperar o jogador tem tentar fugir desse pedacinho do inferno. Com gráficos de excelente qualidade, que lembram em muito o padrão estético de Doom 3, o game é capaz de prender a atenção do jogador, que não vê as horas passarem.

Repleto de diálogos, missões paralelas e muitos obstáculos, o game permite uma grande imersão em seu universo, no qual o jogador precisa improvisar suas jogadas, pois nem sempre há armas ou itens abundantes. Mas o mais hilário de tudo são a voz original de Vin Diesel e suas expressões faciais (não muito difíceis de serem reproduzidas), que dão um tempero “Sessão da Tarde” ao game. O game é tão legal que chegou a ganhar uma continuação em 2009, batizada de Chronicles of Riddick: The Assault on Dark Athena.

Chronicles of Riddick: Escape from Butcher Bay tem versões para PC e Xbox (Original). Encontrá-lo no mercado não é fácil, mesmo no lojas digitais como Steam e Gog. O único verejo on-line em que foi possível achar o game foi na Amazon. Uma injustiça!

[bws_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.