Review: Marvel vs Capcom Infinite segue receita dos concorrentes

Compartilhe esse conteúdo

Marcelo “Jabulas” Iglesias | Redação GameCoin – Games de luta entraram na onda gourmet. Enredos complexos e animações sofisticadas fazem parte de títulos que outrora eram apenas duelos sangrentos. Depois de Injustice 2 e Tekken 7, a Capcom fechou a temporada de sopapos com Marvel vs Capcom Infinite. Assim como os concorrentes, o game faz amplo uso de narrativas para justificar as batalhas travadas em Xgard, mundo paralelo que faz parte do universo Marvel.

Esse roteiro faz parte do modo história, em que o jogador é apresentado aos mais variados personagens do jogo que se digladiam e contam seus dramas até chegar no vilão Ultron Sigma. No entanto, o legal de Infinite são os combates em rede ou na opção de batalhas entre dois jogadores.

Para quem é da velha guarda e curte jogar sozinho, o modo arcade coloca o jogador numa sequência de lutas, como nas edições passadas da franquia, sem firulas e dramatizações.

Visual

É um game bonito, apesar de ser exageradamente colorido. Seu design é refinado, com cenários bem acabados e personagens fiéis ao padrão estético de suas franquias originais. As animações também são impecáveis e os efeitos de golpes especiais e combinações transformam a tela num verdadeiro carnaval.

A jogabilidade, por sua vez, parece ter sido simplificada. Se em Injustice 2, assim como em seu antecessor, basta o jogador ter um mínimo de domínio dos comandos de Mortal Kombat para sobreviver ao jogo, em Marvel vs Capcom Infinite a lógica é a mesma, mas com as combinações de movimento de Street Fighter. Basta testar os golpes de Ken, Ryu, Chun-li e companhia, que algum vai funcionar.

No entanto, é possível utilizar poderes especiais apenas pressionando os gatilhos superiores. Um toque é suficiente para aplicar um golpe potente. Esse tipo de recurso facilita os combates, mas torna o game menos desafiador. O título está disponível para PC, PS4 e Xbox One, ao preço de R$ 220.

Veredicto

Particularmente Marvel vs Capcom sempre foi uma franquia caricata dentro do grande leque de games da Capcom. Apesar de sempre ficar à sombra de Street Fighter, a série que cruza os dois universos permite combinar variados personagens numa mistureba inusitada. É um game legal para jogar com os amigos, naquelas rodinhas de quem perde entrega o joystick para o outro.

O modo história é um tanto confuso pois a narrativa se perde na salada de personagens de tantas franquias diferentes. Assim, o roteiro é meio previsível, sem muito conteúdo como em Injustice 2, que tem uma história bastante interessante, ou até mesmo em Tekken 7, que apesar de ser um dramalhão mexicano tem boa argumentação.

No entanto, a formação das duplas é algo que faz de Marvel vs Cacpom Infinite um game diferenciado. Como cada personagem pode render o outro a qualquer momento, o jogador pode explorar melhor as potencialidade de cada um durante as lutas.

Mini ficha GameCoin:
Marvel vs Capcom Infinite

Estilo: Luta
Estúdio: Capcom
Distribuidora: Capcom
Modo On-line: Sim
Idioma: Áudio, legendas e menus em Português
Disponível: PC, PS4, XONE
Preço Médio: R$ 200

E quanto vale o show?
Enredo:
3
Gráficos: 5
Jogabilidade: 3
Desafio: 3
Custo/Benefício: 3
TOTAL: 3 moedinhas

Tabela GameCoin de classificação
5 moedinhas:
Excelente
4 moedinhas: Muito bom
3 moedinhas: Bom
2 moedinhas: Ruim
1 moedinha: Péssimo

[sbscrbr_form]

[bws_related_posts]


Compartilhe esse conteúdo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.