Jogue Outra Vez: Homefront

GAMECOIN - HOMEFRONT C

Marcelo Iglesias

Games que levam os campos de batalha para dentro dos Estados Unidos não são fáceis de encontrar no mercado. Afinal, grande parte das produtoras prefere agradar o ego do Tio Sam, do que tentar ofendê-lo. Homefront foge à regra e leva o jogador para um combate contra as forças de uma coalizão formada pelas Coreias e o Japão, que resolveram invadir os EUA pela costa do Pacífico, no ano de 2027.

Produzido pela Kaos Studios e distribuído pela THQ, Homefront recebeu duras críticas do público e também da imprensa especializada pelo fato de o jogo se assemelhar demais com Call of Duty: Modern Warfare 2, da Actvision. Em visão superficial, ser comparado com CoD:MW2 poderia ser considerado um elogio, afinal foi um dos melhores episódios da franquia. Mas as reclamações se deram pela falta de inovação. A expectativa era que o game trouxesse revoluções de jogabilidade ou uma experiência inédita.

GAMECOIN - HOMEFRONT B

O efeito negativo chegou a derrubar os papéis da THQ no mercado de ações em 26%, logo após sua publicação em 2011. A empresa chegou a anunciar que precisará vender pelo menos 2 milhões de unidades para empatar o investimento da produção.

No entanto, a grande falha do título, assim como acontece com Modern Warfare 2, é que ele é curto demais. Não é preciso mais de cinco horas de jogo para chegar aos créditos finais. Para um game desse porte é algo revoltante, pois é como se a história fosse cortada no meio do caminho. Tudo bem que o interesse da THQ era que ele emplacasse entre os jogadores que curtem disputas on-line, mas não souberam calcular que boa parte desses gamers eram fieis a franquias como CoD e Battlefield.

GAMECOIN - HOMEFRONT A

Tecnicamente, o título é ótimo, com gráficos muito bem trabalhados, assim como as ótimas texturas e física condizente. Logo de início, o jogador percebe que houve um cuidado esmerado com os detalhes, com por exemplo os pontos fluorescentes da mira de um pistola, que aparecem na sombra e somem diante da luz do sol.

A jogabilidade é bastante intuitiva,sem trazer nenhum tipo de inovação incompreensível, que acabaria tornando a experiência cansativa e desgastante. Uso de veículos, assim como missões de sabotagem, como plantar e detonar explosivos estão lá para alternar com os momentos de tiroteio. Mas, o grande trunfo de Homefront é seu enredo que leva o jogador para uma ambientação pouco comum. Afinal, hoje, é difícil imaginar cidadãos norte-americanos sendo conduzidos como bichos.

GAMECOIN - HOMEFRONT

A assinatura do roteiro ficou a cargo de John Milius, que escreveu a história do clássico “Apocalypse Now”, de Francis Ford Coppola. Homefront está disponível para PlayStation 3, Xbox 360 e PC. Apesar das críticas, trata-se de um game que merece uma segunda chance.

[bws_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.