Gauntlet já tem pré-venda na PSN

GAMECOIN GAUNTLET A

Marcelo Iglesias

Quem foi um feliz proprietário de um Gradiente Phantom System, lá pelos idos de 1989, fatalmente torrou horas diante de Gauntlet, game da Atari publicado no exterior em 1985 para fliperamas. O game de fantasia medieval, com visão de cima de estilo “hack and slash”, fazia parte do catálogo do console brasileiro, licenciado pela Nintendo. E para marcar seus 30 anos, o Gauntlet está de volta à cena gamer, em uma nova edição para PlayStation 4. O título coloca o jogador numa aventura com quatro personagens: um mago, um bárbaro, uma valquíria e um elfo, que cooperativamente enfrentam hordas em cenários, como cavernas, castelos e masmorras.

À venda na PlayStation Store por R$ 40,99 na versão Slayer Edition, o game só poderá ser baixado no dia 31 de dezembro. O título, com produção a cargo da Warner Bros Interactive, manteve a proposta do jogo original, mas ganhou gráficos e jogabilidade mais moderna, com um estilo que lembra bastante Diablo III. E por falar no clássico RTS (Estratégia em Tempo Real) da Blizzard, foi Diablo quem rompeu o paradigma de que games do gênero não funcionavam em consoles, devido à ausência da combinação teclado e mouse.

GAMECOIN GAUNTLET B

Acontece que Gauntlet não nasceu num PC e sim numa máquina de fliperama, que conta com controles similares ao analógico do DualShock 4. Mas o que importa é que o título é um deleite para quem gosta de games de exploração e confrontos com dezenas de inimigos simultâneos. Graficamente, Gauntlet promete gráficos satisfatórios e com bom nível de detalhamento. Como se trata de um game de estratégia, em que os personagens são pequenos e os cenários grandes, para que se tenha uma visão de tabuleiro, geralmente não há a necessidade de uma profusão de efeitos. Mas os vídeos disponibilizados mostram atenção com luzes, sombras, raios e outros aspectos que tornam o jogo mais bonito. O que não ficou muito bem-acabado foram os personagens, um tanto caricatos, sem o mesmo esmero de Diablo III.

GAMECOIN GAUNTLET

Gauntlet no NES

Já que Gauntlet só poderá ser baixado no apagar de 2015, não custa nada recordar da versão para Nintendo 8 bits, que no Brasil ficou famosa como integrante da biblioteca do Phantom System. A versão para Nintendinho foi publicada em 1987 pela Tengen e seguia os mesmos moldes da edição da Atari. O game tem como objetivo percorrer diversas salas e destruir um exército de monstruosidades, como fantasmas, ogros, demônios e demais monstruosidades.

GAMECOIN GAUNTLET NES

Um detalhe interessante é que, como era um game feito para máquinas de fliperama, em que a estratégia estava no consumo de fichas, a duração do jogo era determinada pelo contador de energia, que poderia esgotar rapidamente, se o jogador não fosse bom de pancadaria. No Phantom (Nintendo) a lógica era a mesma, o que tornava o game extremamente difícil já que não havia pontos de salvamento. Numa época em que as opções eram escassas, “Gauntlet” foi um dos jogos mais desafiadores de seu tempo.

[bws_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.