Review – Destiny 2 não poupa cutscenes para explicar sua saga

Curtiu? Então compartilhe este post!

Marcelo “Jabulas” Iglesias | Redação GameCoin – Sagas de ficção-científica que misturam fenômenos sobrenaturais sempre são bons panos de fundo a narrativas épicas e envolventes. Destiny bebe nessa fonte, mas foi pouco convincente em contar sua própria história, em 2014. Agora, o segundo episódio da saga, que conta a histórias dos últimos seres humanos, protegidos por um corpo celeste chamado Viajante, quer separar o joio do trigo, fazendo-se valer do infalível maniqueísmo, que aponta quem é vilão e quem é o mocinho.




A nova produção da Bungie chegou em setembro, e história mostra a captura do Viajante pela Legião Vermelha, comandada pelo tirano Dominus Ghaul. A trama coloca o jogador na pele de um Guardião (heróis que ajudam a proteger a última cidade da Terra). Como no game original, há três classes: Caçador, Titan e Bruxo. O jogador tem a liberdade de escolher a raça: Humano, Exo (máquina humanoide) e Awoken (que é um tipo de hominídeo de pele cinza), sexo, tipo de feição, cor da pele, penteado, como em qualquer RPG de respeito como Fallout 4 e similares.

Cabe ao jogador iniciar uma ofensiva contra as forças de Ghaul, numa história que recorre a elementos de Star Wars e franquias como Warhammer 40.000, Mass Effect e claro, Halo, a obra-prima da Bungie, que hoje está nas mãos 343 Industries. Tanto que alguns personagens tiveram inspiração no próprio Master Chief .

Jogabilidade

Destiny 2 é um Action RPG, modalidade de game que mescla RPG e FPS, em voga há nos últimos 10 anos. Ele também permite alternar a visão para a terceira pessoa, como em Fallout ou The Elder Scrolls. Assim, além dos tiroteios e combates corporais, o jogador também precisa explorar ambientes, que geralmente são regados de cutscenes que ajudam a contar a narrativa. Um dos grandes problemas do primeiro episódio foi justamente o modelo empregado para contar a história, em textos que ficavam espalhados pelos cenários. Daí, muitos jogadores passavam direto ou não tinham paciência para ler os textos.

Destiny tem um enredo tão rico, que a Bungie criou um quadrinho que conta sobre os personagens e cotidiano do universo do game. O mais legal é que a produção é ilustrada por desenhista mineiro, Zé Carlos, que é fã do game e se tornou ilustrador após ter vencido um concurso para a criação de uma estampa para uma camiseta do game. Em breve a galera vai conferir na íntegra esse bate-papo com o artista.

Voltando à jogabilidade, o jogador tem opção de melhorar sua indumentária, armamentos, evoluir seu personagem durante a saga, o que aumenta a imersão na história. A primeira missão, que introduz o jogador à trama apresenta o personagem muito bem equipado. No entanto, com o ataque da Legião Vermelha, boa parte dos poderes do jogador (que é cedido pelo Viajante) desparece e o jogador precisa ir reequipando seu personagem.

O game oferece combates rápidos, que lembram Doom. Mas no jogador não deve se enganar com o desempenho da missão inicial. Com está com trajes e armamentos de ponta. A capacidade de regeneração e poder de fogo são elevados, o que pode até dar a impressão que o game é fácil. No entanto, quando a história começa pra valer, qualquer inimigo é fatal.

Visual

Graficamente, Destiny 2 é tão bonito quanto o primeiro game da série. O game impressiona pela quantidade pelo detalhamento em profundidade, em que se pode enxergar claramente elementos distantes. Objetos móveis, sombras e efeitos de luz também impressionam. É simplesmente lindo. Sua estética lembra muito Warhammer 40.000, principalmente pelos personagens grotescos da Legião Vermelha e pelas armaduras da classe Titan e outros personagens anabolizados.

Veredito

Destiny 2 é uma ótima pedida para quem gosta de campanhas com enredos complexos e combates eletrizantes. Muitas vezes os cutscenes acabam tirando um pouco da adrenalina dos tiroteios, mas os vídeos são fundamentais para o entendimento da história, que é excelente. Para quem curte FPS e narrativas Sci-Fi com umas mandingas, é um prato cheio.

Mini ficha GameCoin:
Destiny 2

Estilo: Action RPG Isométrico
Estúdio: Eko Studios
Distribuidora: 505 Games
Modo On-line: Sim
Idioma: Áudio, legendas e menus em inglês
Disponível: PS3, PS4, PC, X360, XONE e WII U
Preço Médio: R$ 30

E quanto vale o show?

Enredo: 4
Gráficos: 5
Jogabilidade: 4
Desafio: 5
Custo/Benefício: 5
TOTAL: 4 moedinhas

Tabela GameCoin de classificação

5 moedinhas: Excelente
4 moedinhas: Muito bom
3 moedinhas: Bom
2 moedinhas: Ruim
1 moedinha: Péssimo

 

Leia Também

Curtiu? Então compartilhe este post!