Resident Evil 2 – Me borrei todo (outra vez)!

Marcelo Jabulas | Redação GameCoin – Falar do remake de Resident Evil 2 é uma experiência tão pessoal, que é em alguns momentos é preciso escrever em primeira pessoa. A reedição do capítulo inaugural de Resident Evil, assim como dos episódios Zero e Revelations basicamente deram um polimento nos games antigos para ganhar visual em alta definição. No entanto, com Resident Evil 2 o tratamento foi diferente.

Os produtores refizeram todo o game, com um nível de detalhamento espantoso e fidelidade ao enredo original. No entanto, os designers aplicaram mudanças estruturais para garantir que até quem já tivesse jogado o game de 1998 pudesse se ser pego de surpresa. E posso lhe assegurar, mesmo após 20 anos, é um game para se jogar de fraldas.

Depois de testar a demonstração “1-Shot Demo”, a ansiedade para reencontrar com “Resident 2” se tornou uma obsessão. A demo coloca o jogador dentro da delegacia de Raccoon City, na pele de Leon Kennedy.

É uma experiência de 30 minutos, bastante fiel ao game final, mas com algumas pequenas modificações para dar dinamismo ao jogo. Depois de meia hora, ficou a vontade de jogar novamente. Mas o game é bloqueado.

O original

Daí o jeito foi carregar o titulo original, do primeiro PlayStation, que segue disponível para PS3. A ideia de jogar a edição de 1998 era uma forma de poder comparar o trabalho da nova produção quando ela estivesse disponível.

No entanto, também era uma forma de rememorar o game, tentar relembrar alguns caminhos, marcar pontos onde surgem alguns monstros bizarros e tudo mais para facilitar na nova missão. Ledo engano, apesar de a estrutura ser a mesma, tudo muda no novo game.

As dependências são totalmente diferentes, assim como a inclusão de elementos vitais para o jogo. Aquele monstro nojento que esperava numa sala ou corredor, vai de atacar num local completamente inesperado. E isso torna o game tão intenso e desesperador.

Até mesmo a introdução do jogo é um pouco diferente, tudo para dar uma nova perspectiva para quem está se aventurando pela segunda vez. Para os iniciantes, é uma viagem e tanto.

Jogabilidade

Além de ser um jogo de Surival Horror, com cenas de ação e suspense, Resident Evil 2 é um game exploração intensa. Sua estrutura segue a lógica Metroidvania. Não sabe o que isso significa? Vamos explicar. O termo vem da junção dos nomes Metroid e Castlevania, séries da geração 8 Bits, em que o jogador deveria abrir salas para avançar na trama.

E muitas vezes é necessário voltar a lugares já visitados para combinar elementos. Em RE2 é preciso ir e voltar várias vezes pelos cenários para procurar e combinar itens como chaves, cartões, fusíveis, manivelas e o que mais for necessário para abrir os acessos.

Sustos e berros

Uma das criaturas mais populares de Resident Evil 2 é o Licker, aquele bicho linguarudo com o cérebro à mostra. Ele surge logo no começo da campanha do game de 1998. Quem jogou o título no passado sabe exatamente onde ele aparece pela primeira vez e seu potencial destrutivo.

No novo game, ele faz sua entrada aterrorizante em outra dependência da delegacia e com o mesmo nível elevado de dificuldade para liquidá-lo. Outros “cadáveres” também pregam sustos. Uma certeza: Ninguém nunca está totalmente morto nesse game.

Mas pior mesmo é seu colega Mr. X. Ele é uma das várias versões do Tyrant, o grande vilão do jogo, e num dado momento ele aparece na campanha.

Se não bastasse a munição escassa, cenários escuros, zumbis que quebram barricadas, o monstrão fica perambulando pelo jogo. E como é necessário ir e voltar a várias salas e corredores, sempre há o risco de topar com esse sujeito.

Veredito

Ou seja, Resident Evil 2 é uma viagem no tempo, capaz de me deixar tão aterrorizado como em 1998. Só quem dessa vez com elevado nível de detalhamento e sadismo!

Disponível para PC, PS4 e Xbox One, a partir de R$ 250.

Mini ficha GameCoin:
Resident Evil 2

Estilo: Survival Horror
Estúdio: Capcom
Distribuidora: Capcom
Suporte On-line: Sim
Idioma: Áudio em Inglês, legendas e menus em português
Disponível: PS4, PC e XONE
Preço Médio: R$ 250

E quanto vale o show?

Enredo: 5
Gráficos: 5
Jogabilidade: 5
Desafio: 5
Custo/Benefício: 3
TOTAL: 23 gamecoins

Tabela GameCoin de classificação

00 a 03 gamecoins: Péssimo
04 a 07 gamecoins: Muito ruim
08 a 11 gamecoins: Ruim
12 a 15 gamecoins: Regular
16 a 19 gamecoins: Bom
20 a 23 gamecoins: Muito bom
24 a 25 gamecoins: Ótimo

Review – Jogamos Resident Evil: Revelations remasterizado para PS4 e Xbox One

Leia Também