Oldies: Sonic The Hedgehog

Marcelo Iglesias

Fomos ao Facebook e perguntamos aos nossos seguidores quais games eles gostariam que fosse produzido um review. E entre as respostas está Sonic The Hedgehog, clássico do Mega Drive, que selecionou o mascote definitivo da Sega. Publicado em 1991, o game chegou ao mercado pouco tempo depois do lançamento do console 16 bit.

Naquela época, a queda do Muro de Berlim pôs fim (em tese) à Guerra Fria, mas a disputa bipolar pelo domínio do mercado de games caseiros entre Nintendo e Sega pegava fogo. O Mega Drive surgiu como uma ofensiva ao NES, uma vez que o Master System não tinha fôlego para desbancar o fenômeno da Big N.

E para marcar o console, era necessário um mascote forte, que também seria utilizado nas campanhas de marketing da Sega. Além de um personagem carismático, era necessário inseri-lo num game revolucionário, e que fosse capaz de demonstrar o potencial do aparelho. Sonic chegou carregando tudo isso e um pouco mais.

O game era rápido, o que reafirmava a capacidade de processamento da unidade 16 bit, infinitamente superior ao console 8 bit da Nintendo. As milhares combinações de cores permitiam a criação de texturas incríveis, assim como os efeitos de looping mostravam que o personagem não era um mero sprite com ações limitadas.

Para fazer frente ao bombeiro bonachão da Nintendo, a Sega partiu do oposto. Ela criou um porco-espinho azul e rápido como um foguete. Sonic era atlético, moderno e descolado, contradizendo com o mascote rival. Sua missão era livrar seu mundo do Dr. Robotnik, também chamado de Eggman, que transformou os animais em máquinas. Em todas as fases o gordão de bigodes, assim como Bowser, de Mario, era o chefão!

A jogabilidade de Sonic era incrivelmente simples, usando apenas o direcional e qualquer um dos três botões para saltar, bastava sair correndo e saltando pelo cenário repleto de caminhos que davam ao final de cada estágio. Para permitir maior aceleração, bastava tomar impulso e pressionar para baixo para que Sonic saísse rolando.

Outros artefatos que auxiliavam o protagonista eram o tênis de alta velocidade, o campo de força e a invencibilidade temporária. O game era dividido em sete fases, com três estágios cada. Um dos objetivos de Sonic era coletar anéis dourados para habilitar o estágio especial, que possibilitava conquistar gemas coloridas. Para chegar a última fase era preciso ter todas as pedras.

Sonic foi uma tacada certeira da Sega e se tornou um grande sucesso, com inúmeros novos games e licenciamento de marca. O mascote estava em tudo na década de 1990, até mesmo na carenagem do Willians que matou Ayrton Senna em Imola, em 1994. Participou de animações, filmes, brinquedos e quadrinhos. Atualmente, a edição de estréia pode ser encontrada para inúmeros consoles e dispositivos móveis, que vai de celulares ao PlayStation 3. Clássico!!!

 [bws_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.