Ghost Recon Breakpoint recebe conteúdo de O Exterminador do Futuro

Marcelo Jabulas – O T-800 nunca foi o mais simpáticos dos robôs. Mas o serial killer cibernético de O Exterminador do Futuro, imortalizado por Arnold Schwarzenegger, consegue ser tão carismático quanto R2D2, BB8, C3PO e a inesquecível Rose de Os Jetsons. E mesmo resolvendo tudo na base da brutalidade, o vilão cunhou frases inspiradoras como: “Hasta la vista, baby!” e a ameaçadora “I’ll back!”. E não é que ele voltou!

A Ubisoft acaba de anunciar um conteúdo extra para o game Ghost Recon: Breakpoint, batizado de Terminator Live Event, que coloca os jogadores diante do exterminador em duas missões, que podem ser executadas em modo cooperativo, ou sozinho. Em uma delas o jogador deverá resgatar e se aliar a uma personagem vinda do futuro. O conteúdo também abre um novo local no mapa do jogo, onde será preciso lidar com os robôs T-800.

Ao término das missões, o jogador receberá itens exclusivos, que fazem alusão ao filme. Trajes do exterminador, assim como do personagem Kyle Rise, assim como armas e veículos utilizados no cinema farão parte das recompensas.

Arnoldmania

Não é a primeira vez que os filmes estrelados por Schwarzenegger encantam os produtores da Ubisoft. Em 2017 a produtora lançou um conteúdo em celebração aos 30 anos do lançamento de O Predador para Ghost Recon: Wildlands, título anterior a Breakpoint. Nessa aventura, o jogador precisava investigar um homicídio e acaba se deparando com a criatura alienígena no meio da selva.

Mais exterminadores

No final do ano passado foi publicado Terminator: Resistance, um game de tiro em primeira pessoa que se passa momentos antes da viagem de Kyle Reese para 1984. Trata-se de um jogo que tem obtido opniões divergentes. No Metacritic, os reviews de publicações especializadas condenaram a produção com notas entre 47 (PS4), 55 (Xbox One) e 59 (PC). No entanto, entre os inscritos, o game obteve 6.9 (PS4), 7.6 (Xbox One) e 8.1 (PC).

Games protagonizados pelo exterminador não são novidade. Em 2009, Terminator Salvation chegou embalado pelo quarto filme da série. Trata-se de um game simples, pouco inspirado que buscava elementos do longa-metragem para construir sua trama.

Anos 90

Na década de 1990, diversos games foram publicados devido ao sucesso de O Exterminador do Futuro 2. Também pudera, o filme é um clássico, com ação do início ao fim, um exterminador boa praça, Guns’n’Roses e Harley Fat Boy. O problema é que os games não conseguiram repetir o êxito do filme.

Em Terminator, publicado para Mega Drive e NES, o jogador assumia o papel de Reese, que precisa voltar no tempo. Na edição para Mega Drive, já de início o game se mostrava impiedoso, pois o jogador precisa destruir aquele robô grandalhão com um bomba-relógio. Se os pontos de vida acabassem, era fim da linha.

Em Terminator 2 seguia a narrativa do longa-metragem, mas pecava pela jogabilidade ruim. Já T2, que foi um game de tiro para fliperamas recebeu ports para Mega Drive, NES e Super Nintendo. Basicamente o jogador precisava guiar o direcional para disparar contra os T-800, naves e demais armas da Skynet. Nos anos posteriores, a franquia também deu as caras em produções para PS2 e demais plataformas, mas nunca sem grande êxito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.