FIFA 18, Cristiano Ronaldo, Madden, Tom Brady e outras dobradinhas milionárias

Marcelo “Jabulas” Iglesias | Redação GameCoin –  A divulgação da publicidade de FIFA 18 com o craque português, Cristiano Ronaldo, logo após a conquista da Liga do Campões da UEFA, pelo Real Madrid é a mostra de quão os games se tornaram importantes na promoção de marcas e produtos, que não necessariamente estão vinculados à indústria de jogos. A moda não é de hoje, e há muito tempo astros e times têm comercializado suas marcas e imagens para jogos de esporte.

No ano passado a Konami fechou contrato de exclusividade com o Barcelona para PES 2017, assim como a EA Sports (divisão esportiva da Electronic Arts) assinou um contrato com o Manchester United para protagonizar o modo “A Jornada” que coloca o jogador na pele de um estreante no equipe profissional do clube inglês, em FIFA 17.

Alex Hunter é o protagonista do modo A Jornada em Fifa 17

Ninguém além do craque, executivos da EA e os procuradores de ambas as partes sabem ao certo quanto CR7 faturou para promover a edição do game de futebol, que chega ao mercado em 29 de setembro para PC, PS4 e Xbox One ao custo inicial de R$ 200. Mas especula-se que seja muito dinheiro.

Alguns sites europeus indicam que um dia de trabalho de Cristiano Ronaldo em ações de publicidade pode custar 1 milhão de libras (R$ 4,2 milhões). Daí, da para imaginar quanto custou a silhueta do gajo aos cofres da Electronic Arts, ainda mais que ele também participou da produção do jogo, nas sessões de captação de movimento e demais exigências do desenvolvimento do título.

São cifras milionárias que envolvem publicidade não apenas dos jogadores, mas de diversas marcas que patrocinam os clubes e ligas. Afinal, cada partida de futubel em FIFA ou PES expõe a marca de incontáveis anunciantes, seja nas camisetas dos atletas, no alambrados e até mesmo nos replays.

“Giselo”

Mas não é só jogadores de futebol que lucram nessa história. Atletas da NBA, NFL, NHL e do automobilismo também atuam como garotos propaganda. Se CR7 é o homem de FIFA 18, Tom Brady é o cara em Madden NFL 18, e com direito a edição expandida G.O.A.T (Greatest Of All Time). E não haveria de ter outro jogador para estrelar o game. Afinal, o quarterback  do New England Patriots e marido de Gisele Bündchen quebrou todos os recordes de sua posição e faz jus ao título de G.O.AT.

Será o segundo ano consecutivo do New England Patriots emplaca um de seus jogadores na capa do game. Na edição do ano passado, o garoto propaganda foi tight end Rob Gronkowski. Madden NFL 18 chegará ao mercado em 22 de agosto para PS4 e Xbox One, com preços entre R$ 200 e R$ 280.

Outro astro do esporte norte-americano que também ganhou edição especial foi o ex-jogador de basquete Kobe Bryant. Assim que o astro do Los Angeles Lakers fez sua partida de despedida, a 2K publicou edição especial de NBA 2K17, batizada de Legend Edition Gold que trazia conteúdos extras do “Black Mamba”.

Fórmula 1

Pilotos da Fórmula 1 também são habitues de capas de videogames. O inglês Lewis Hamilton foi o personagem de destaque as artes de capa dos games F1 2015 e F1 2016, que ainda contou com outros corredores como Felipe Massa, Fernando Alonso e Sebastian Vettel.

Mas a participação de pilotos vem desde a década de 1990. Em 1992, Ayrton Senna assinou o game Ayrton Senna`s Super Monaco GP II, exclusivo para Mega Drive. A Nintendo não ficou para trás e publicou no mesmo ano Nigel Mansell`s World Championship, para Super Nintendo. Daí em diante nomes como Tony Stwart, Dale Earnhardt, Jeff Gordon, dentre outros estrelaram as capas de EA Sports NASCAR Series.

No rali, o saudoso Colin McRae assinou um a série de rally com seu nome e no ano passado francês Sébastien Loeb (maior vencedor do WRC, com nove títulos e 60 vítorias) participou da produção de Séabastien Loeb Rally Evo, lançado para PS4, PC e Xbox One.

Foi-se a época em que esportistas figuravam apenas em comerciais de televisão, ou no máximo publicavam suas biografias autorizadas. Hoje eles se mantêm no auge graças aos dedos hábeis dos jogadores de videogame e dos gordos cachês das produtoras!

Leia Também

Os comentários estão fechados.